BlogBlogs.Com.Br
Seja bem-vindo ao blog Consciência Acadêmica.

Impressões pessoais sobre notícias ou sobre episódios cotidianos, além de informações de utilidade pública.

terça-feira, 30 de dezembro de 2008

Edição de 30-12-2008

Cruzes

No programa “Retrospectiva 2008” apresentada pela Rede Globo, uma coisa que me chamou a atenção foram os diversos protestos contra a violência em algumas capitais. Não eram protestos comuns de pessoas vestindo branco, marchando e pedindo paz. Ainda bem, porque, desse tipo de protesto, os autores da violência devem zombar. Eles parecem não entender esse tipo de linguagem. Por isso não querem dialogar. Os tiros para eles são música e a desgraça alheia é um espetáculo, principalmente se houver morte, desde que não seja a deles. Os protestos a que me refiro eram simbólicos. Manifestações artísticas, como, por exemplo, várias peças de lona espalhadas pela praia, como se estivessem cobrindo corpos, cruzes nas praias e nas margens de avenidas, entre outras, representando vítimas da violência. Eu já tinha comentado sobre isto em http://conscienciaacademica.blogspot.com/2008/04/dengue-vs-ar-15.html e em http://conscienciaacademica.blogspot.com/2008/05/recife-ganha-contador-eletrnico-de.html.

Naquelas ocasiões, comentei que a gente pode inferir o grau de periculosidade de uma cidade pelo seguinte raciocínio: quanto mais desenvolvido o lugar, maior seu tamanho, maior sua população, maior a exclusão social, maior o desemprego, maior a revolta dos excluídos e maior a criminalidade. E ainda vale frisar que, nesses lugares, os criminosos costumam ser mais agressivos e mais audaciosos, pois eles fazem coisas que até Deus duvida, aparecendo em locais e circunstâncias menos esperados, principalmente quando são menores de dezoito anos, e a impunidade os torna mais atrevidos. Lugares como Sobral e Fortaleza também contam com suas hordas de delinqüentes, mas ainda podemos suspirar aliviados porque eles ainda não tiveram a mesma ousadia dos seus colegas de cidades mais desenvolvidas, como os “einsteins” de Recife, por exemplo (http://www.pebodycount.com.br/post/print.php?post=987). Não me lembro de ter visto coisa igual por aqui, mas infelizmente é uma questão de tempo. Então eu comentei o seguinte, no site “PEbody”: “Acho que nem no Rio de Janeiro acontecem essas coisas. Já pensou se isso vira moda e os marginais daí resolvem vir pro Ceará? Esse blog de vocês é massa. Eu já divulguei vocês em uma postagem sobre o "chacinômetro". Como se explica tanta libertinagem por parte dessa gente? Roubo, roubo, roubo e mais roubo. O quinto e o sétimo mandamentos foram revogados e eu não sabia.”

A prática de “arrastões”, como o de junho deste ano, em São Luís (http://www.tvcanal13.com.br/colunas/assaltantes-fazem-arrastao-em-sao-luis-3206.asp), parece ter virado “febre”, pelo menos no Nordeste. Problema este que já chegou até a Disneylândia cearense (http://conscienciaacademica.blogspot.com/2008/09/insegurana-no-iguatemi.html). Nos últimos meses de 2007, houve uma onda de “arrastões” em Fortaleza, afetando diversas partes da cidade, inclusive o Centro. No caso do centro da cidade, aconteceu poucos dias antes do Natal. Eu não vi e não achei uma fonte confiável de notícias sobre o episódio. O que contaram foi que uma multidão de indivíduos de diversas idades e sexos invadiu o centro, saqueando lojas, derrubando quem encontrassem pela frente e recolhendo tudo que pudessem. Não posso dizer com certeza se eram favelados, pois não sei como aqueles indivíduos estavam vestidos e parece absurdo que ninguém tenha dito que viu de onde vieram e para onde foram. Neste fim de ano, a única ocorrência da qual ouvi falar foi na Avenida Bezerra de Menezes, onde o trânsito é mais caótico nos horários de pico, principalmente no quarteirão do North Shopping. Deve ser sido por lá. Muita coincidência uma briga entre gangues logo ali. Sei não. A polícia disse que alguns desses eventos foram apenas “brigas de gangues” que assustaram os transeuntes, gerando tumulto e correria, dando a impressão de um “arrastão”. Há até quem diga que o “arrastão” recente no Iguatemi teria sido causado por uma briga de casal no cinema. São tantas histórias. Quando acontecem calamidades assim nos Estados do Sudeste, para aterrorizar a população e desafiar as autoridades, geralmente as ordens partem dos presídios, como a onda de ataques terroristas que fez São Paulo parar, há alguns anos, por exemplo. Esses “arrastões” que aconteceram em Fortaleza me pareciam bem planejados e organizados. Cada bairro com o seu. Uns eram boatos, outros eram reais. Essa história de briga de gangue não cola. Pelo menos no Papicu, isso já não cola mais. Naquele bairro, coexistem várias favelas próximas uma da outra. Os delinqüentes aparentemente são amigos uns dos outros e transitam de um lado para o outro em uma convivência harmônica. Para mim, as gangues de Fortaleza, com exceção das que atuam no Conjunto São Miguel, devem estar se unindo contra o Ronda do Quarteirão.

O calçadão da Beira-Mar, na orla marítima de Fortaleza, eu o considero impróprio para visitação de quem quer que seja. Se você não mora no Ceará, não recomendo que você venha aqui. Se vier, não recomendo a Praia de Iracema. Já comentei o porquê disto em http://conscienciaacademica.blogspot.com/2008/10/aviso-aos-navegantes-fora-do-cear-ou-do.html e http://conscienciaacademica.blogspot.com/2008/10/boas-novas.html. Acredita que tentaram assaltar até um ministro do STF, que estava escoltado por seguranças??? Pois reveja em http://conscienciaacademica.blogspot.com/2008/07/madeira-podre.html. Este não é um problema exclusivo do Ceará. Mas aqui também, assim como em Pernambuco e no resto do país, o que era patológico virou normal. Tudo passa, e a gente continua de braços cruzados (http://www.pebodycount.com.br/post/postUnico.php?post=440).

Que piada é essa? Em Pernambuco, a coisa anda tão braba que até os presidiários são assaltados, e ainda por cima, dentro da cadeia (http://www.pebodycount.com.br/post/comentarios.php?post=388).

Por tudo isso, eu repito o que disse em http://conscienciaacademica.blogspot.com/2008/12/edio-de-14-12-2008-ai-5.html. Não sou a favor de uma nova ditadura, mas acho que o governo devia recrudescer o combate ao crime, decretando um estado de exceção às leis atuais, criando uma espécie de AI-5 moderno, que lhe permitisse tomar todas as medidas necessárias para restabelecer o princípio da autoridade e a paz. Os criminosos já passaram de todos os limites, e o governo precisa responder à altura. Não se admite mais que bandidos permaneçam pendurados nos morros atirando contra a polícia e cheguem ao ponto de dinamitar delegacias. O Estado está perdendo o controle da situação e temo que alguma medida drástica precise ser tomada para restabelecê-lo. O aparato de segurança pública que existia durante a ditadura bem que podia ser empregado hoje, desde que não tivesse intenções de perseguição política, é claro. Acredito que haveria menos espaço para os criminosos agirem, pois suas idéias seriam descobertas antes mesmo de serem concebidas. Ou seja, a polícia poderia prever e coibir crimes antes mesmo dos próprios criminosos. Mas também, se não acabassem com a corrupção, nada disso adiantaria, pois a segurança pública está cheia de falha humana também.

Falando em corrupção, só abrindo um parêntese antes de encerrar: semanas atrás, estava em um restaurante de Sobral, e lá havia uma confraternização de professores. Soube do que se tratava porque alguém discursou dizendo que a única classe trabalhadora em que não há corrupção é a dos professores. Se isto for verdade, parabéns a eles.

ATENÇÃO: Se você mora no Estado de São Paulo, ou mesmo em qualquer lugar do Brasil ou do mundo, evite viajar para o litoral paulista neste fim de ano. Fique em casa mesmo e tome cuidado, de qualquer maneira. Se você mora lá, tome mais cuidado ainda. Lá as coisas estão fervendo, no pior sentido, pois, quase todo dia, vejo notícias daquela região no portal UOL. Em todo lugar deve estar fervendo do mesmo modo, mas eu já acompanho o portal UOL há alguns anos e nunca vi o litoral paulista ser tão noticiado como agora:

http://www1.folha.uol.com.br/folha/cotidiano/ult95u484282.shtml.

http://www1.folha.uol.com.br/folha/cotidiano/ult95u484173.shtml.

http://www1.folha.uol.com.br/folha/cotidiano/ult95u484161.shtml.

Veja mais sobre aqueles protestos simbólicos mencionados no começo do texto em:

Vítimas da violência: mães na dor (http://www.opovo.com.br/opovo/fortaleza/787979.html).

Vítimas da violência são lembradas em Copacabana, no Rio (http://noticias.uol.com.br/cotidiano/2008/12/13/ult5772u2167.jhtm).

Assim, espero ter feito uma boa retrospectiva de tudo que discutimos aqui, no tocante a violência, em 2008.



*****

Evangelho de 30-12-2008

Lucas 2, 36-40

— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.
— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 36havia também uma profetisa, chamada Ana, filha de Fanuel, da tribo de Aser. Era de idade muito avançada; quando jovem, tinha sido casada e vivera sete anos com o marido.
37Depois ficara viúva, e agora já estava com oitenta e quatro anos. Não saía do Templo, dia e noite servindo a Deus com jejuns e orações. 38Ana chegou nesse momento e pôs-se a louvar a Deus e a falar do menino a todos os que esperavam a libertação de Jerusalém. 39Depois de cumprirem tudo, conforme a Lei do Senhor, voltaram à Galiléia, para Nazaré, sua cidade. 40O menino crescia e tornava-se forte, cheio de sabedoria; e a graça de Deus estava com ele.

- Palavra da Salvação.
- Glória a vós, Senhor.

http://www.cancaonova.com/portal/canais/liturgia/index.php?&dia=30&mes=12&ano=2008.




*****

5 comentários:

D.Ramírez disse...

Que seu Ano Novo seja regado de muita
Veuve Clicquot Ponsardin, muita fartura e felicidades o Ano Inteiro!
Besos e até 2009!!!!

Jardineiro de Plantão disse...

Brindemos juntos a um 2009 cheio de boas emoções.
Fogos, luzes, abraços, amigos, beijos, família, sorrisos, lágrimas
Velhas promessas, novas esperanças,
Lembranças de momentos felizes,
Lembranças daqueles que amamos
e que, por alguma razão, não estão connosco,
Silêncio, em honra daqueles que natureza chamou,
Instante de compartilhamento da dor das famílias,
Instante de desejar que as feridas sejam rapidamente cicatrizadas,
Que as lágrimas de cada uma dessas pessoas
Sejam beijadas por anjos no Ano Novo.

Sintam-se envolvidos por um grande abraço fraternal por este amigo Jardineiro no primeiro segundo de 2009

Inspirações disse...

Um Feliz Ano Novo. Que Seus sonhos se realizem durante o novo ano. Estarei acompanhando o seu blog de hoje em diante. Não deixe de acompanhar o nosso também (http://inspiracoesmatinais.blogspot.com ).

Um grande abraço...

Bandys disse...

E que a gente possa continuar lendo tudo aqui nesse ano que se inicia,

Muitas felicidades e muita paz!

Beijos

Felipe Felix disse...

"Por isso ele disse que nenhum homem deve chegar a uma mulher e dizer que a ama, pois ela pode se aproveitar e “montar” no cara. Se ele ama, precisa deixar subentendido ou na dúvida."

O cara é obsecado por dinheiro mesmo hein!?... que monstro.