BlogBlogs.Com.Br
Seja bem-vindo ao blog Consciência Acadêmica.

Impressões pessoais sobre notícias ou sobre episódios cotidianos, além de informações de utilidade pública.

terça-feira, 6 de maio de 2008

Odeio buchicho mas...

Eu tenho abuso desta mídia fútil especializada em notícias sobre a vida de pessoas famosas. Vou abrir aqui uma exceção porque me chamaram a atenção a notícia do fim do namoro entre os atores Bruno Gagliasso e Camila Rodrigues e o incidente envolvendo o jogador Ronaldo "Fenômeno". No primeiro caso, o mais interessante é a reação das mulheres, ao fim de um relacionamento. Elas parecem aceitar isso com a maior naturalidade, até porque geralmente são elas que "fecham a conta". Elas parecem não ter nada a perder. Não quero me aprofundar muito em teorias sobre o que as levam a se dedicarem a um relacionamento e a finalizá-los. Também não quero, pelo menos por enquanto, questionar se elas são capazes de sentir algo por um homem. Quem sou eu para tentar entender os sentimentos delas? Sei que elas são menos carentes que nós e sentem menos a nossa falta. Nós pensamos mais nelas e nós as procuramos mais, porque, não sei se isto é bom ou se é mau, mas somos uns idiotas. Pode não parecer, mas somos mais dependentes delas, talvez uma herança da infância, quando dependíamos de nossas mães, agora queremos nos albergar no carinho de estranhas. Em outras palavras, não pode faltar mulher em nossas vidas. E por que, então, elas não transferem também essa dependência em relação às mães para outras mulheres? Bem, algumas delas podem até agir assim, mas em geral, mulher com mulher se entende, no bom sentido, e elas são menos carentes que nós. Para que precisam de nós, se elas têm as amigas, que são mais sinceras e íntimas do que nós? Quando Deus as criou, nós saímos perdendo, porque Ele tirou um pedaço de nós para criá-las. Desde então, nós as buscamos para nos completarmos. Elas não precisam nos procurar, porque já nasceram completas. Nós é que somos uns aleijados. A atriz que eu mencionei está passando muito bem (não digo obrigado, porque ela é que devia agradecer, e não eu). Deve estar melhor do que estava antes. Está bem amparada, não está precisando de consolo algum, afinal, foi só um namoro que acabou, não um parente falecido, portanto, não está de luto. Por isso, ela deve estar se divertindo a beça, se descontraindo com as amigas, como se tivesse voltado a ser criança, sem dar a mínima atenção aos olhares que estão ao seu redor, e pouco disposta a reabrir seu coração a curto prazo. O que há de errado com isso? Absolutamente nada. Elas nasceram para ser livres, sem serem obrigadas a se importarem conosco o tempo inteiro. Conheço mulheres que estão na mesma situação que ela, mas eu não esperaria que elas abrissem os corações, pois odeio pegar filas. De qualquer maneira, todas elas estão de parabéns. Aproveitem a vida, porque borboletas e fadas nasceram para voar mesmo. E vocês companheiros, lembrem-se do que disse Mário Quintana: não corram atrás das borboletas, cuidem bem de seus jardins para que não somente as borboletas, mas também as fadas, as panteras cor-de-rosa e quem sabe as floriculturistas havaianas venham conhecer suas flores.

     Não pertenço ao meio artístico, tampouco invejo os que pertencem. Não pretendo passar o resto da vida trocando de mulher. É por isso que eu tenho a obsessão de encontrar a mulher certa, se possível para casar. Eu posso não ser tão atraente quanto um artista global, mas eu também não sou descartável. Portanto, mereço um pouco mais de respeito. Pode parecer ridículo, mas, um dia desses, talvez eu seja o príncipe encantado de alguém.

     Com relação ao jogador, quem diria. O cara já namorou e chegou a se casar com algumas das mulheres mais desejadas do país, e agora se rebaixa ao ponto de sair com garotas de programa ou travestis. Por quê???

    Veja links relacionados aos dois casos:

    http://glamurama.uol.com.br/notas/index.asp?mat_cod=1660

    http://www.estadao.com.br/esportes/not_esp164802,0.htm


http://www.estadao.com.br/esportes/not_esp164701,0.htm

    http://www.estadao.com.br/esportes/not_esp164313,0.htm

Um comentário:

Livia disse...

Concordo com tudo que você escreveu!
Principalmente quando falou em relaçao a você! Se todo homem fosse assim, o mundo seria bem melhor!
E como já te disse uma vez!
Vou repetir: Vc é o que os diamantes devem ser!
beijaoo!